Dólar Hoje Euro Hoje
terça-feira, 21 maio, 2024
Início » Ataque ao primeiro-ministro: Tiros e tensão na Eslováquia

Ataque ao primeiro-ministro: Tiros e tensão na Eslováquia

Por Marina B.

Segundo a TA3, uma estação de televisão eslovaca, o primeiro-ministro populista da Eslováquia, Robert Fico, foi atingido no estômago depois de quatro tiros terem sido disparados do lado de fora da Casa da Cultura, na cidade de Handlova, cerca de 150 quilômetros a nordeste da capital, onde o líder se encontrava com seus apoiadores. Um suspeito foi detido, de acordo com o jornal.

A polícia interditou o local e Fico foi levado para um hospital em Banska Bystrica.

O vice-presidente do Parlamento, Lubos Blaha, confirmou o incidente durante uma sessão do Parlamento e suspendeu-a até nova ordem, informou a agência noticiosa eslovaca TASR.

Um repórter do jornal diário Dennik N daily ouviu tiros e depois viu os socorristas a transportar o primeiro-ministro para um carro.

As reações não tardaram em chegar. Os principais partidos da oposição eslovaca, Eslováquia Progressista e Liberdade e Solidariedade, cancelaram um protesto planejado contra um controverso plano governamental de revisão da radiodifusão pública que, segundo eles, daria ao governo o controle total da rádio e televisão públicas.

“Condenamos absoluta e firmemente a violência e o tiroteio de hoje contra o Primeiro-Ministro Robert Fico”, afirmou o líder da Eslováquia Progressista, Michal Simecka. “Ao mesmo tempo, apelamos a todos os políticos para que se abstenham de quaisquer expressões e medidas que possam contribuir para aumentar ainda mais a tensão.”

Também a Presidente da Eslováquia, Zuzana Caputova, condenou o ataque “brutal e impiedoso” contra o primeiro-ministro. “Estou chocada”, disse. “Desejo a Robert Fico muita força neste momento crítico e uma rápida recuperação deste ataque”.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, condenou o que descreveu como um “ataque vil”. “Tais atos de violência não têm lugar na nossa sociedade e minam a democracia, o nosso bem comum mais precioso”, afirmou von der Leyen numa publicação.

Já o primeiro-ministro polaco, Donald Tusk, escreveu nas redes sociais: “Notícias chocantes da Eslováquia. Robert, os meus pensamentos estão convosco neste momento tão difícil”.

Robert Fico, três vezes primeiro-ministro

O tiroteio ocorre três semanas antes das eleições cruciais para o Parlamento da União Europeia, nas quais os partidos populistas e de extrema-direita do bloco de 27 países parecem preparados para obter ganhos.

Fico, que é primeiro-ministro pela terceira vez, e seu partido de esquerda Smer, ou Direção, ganharam as eleições parlamentares de 30 de setembro na Eslováquia, encenando um regresso político depois de terem feito campanha com uma mensagem pró-russa e anti-americana.

Os críticos temiam que a Eslováquia sob o comando de Fico, abandonasse o rumo pró-ocidental do país e seguisse a direção da Hungria sob o comando do primeiro-ministro populista Viktor Orbán.

Milhares de pessoas manifestaram-se repetidamente na capital e em toda a Eslováquia, para protestar contra as políticas de Fico.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.