Dólar Hoje Euro Hoje
segunda-feira, 20 maio, 2024
Início » Pesquisadora Michele Padro que denunciou ‘milícia digital’ de Janja, afirma ser um gabinete do ódio muito mais nocivo, vai ao Congresso contar tudo

Pesquisadora Michele Padro que denunciou ‘milícia digital’ de Janja, afirma ser um gabinete do ódio muito mais nocivo, vai ao Congresso contar tudo

Por Marina B.

A pesquisadora Michele Prado decidiu comparecer ao Parlamento para abordar os ataques que enfrentou nas redes sociais após corrigir uma informação noticiada ao vivo por uma jornalista e questionar o secretário de Comunicação, Paulo Pimenta.

Michele foi desligada do Monitor do Debate Político do Meio Digital da USP depois de retificar a maneira como os dados do levantamento, do qual participou, foram relatados na GloboNews, no contexto das enchentes no Rio Grande do Sul.

Ela anunciou sua decisão em resposta a um convite feito por Nikolas Ferreira, para esclarecer o incidente e rebater as acusações, incluindo a alegação de uma “milícia digital” associada à primeira-dama Janja. Inicialmente, Michele havia recusado o convite, mas depois reconsiderou.

Em uma série de tweets, Michele destacou: “Um monte de gente cometendo crime de cyberbullying contra uma pessoa. Mas esse cyberbullying, quando vem da esquerda, é socialmente aceito. Até quando?”

Essa decisão marca um passo importante na tentativa de Michele de enfrentar as acusações e restaurar sua reputação após os ataques nas redes sociais.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.