Dólar Hoje Euro Hoje
quarta-feira, 24 julho, 2024
Início » Pressão do agro surtindo efeito: Presidente da Comissão Europeia retira proposta de lei para reduzir uso de pesticidas

Pressão do agro surtindo efeito: Presidente da Comissão Europeia retira proposta de lei para reduzir uso de pesticidas

Por Alexandre G.

Após dias de protestos do agro por quase toda a Europa, a pressão parece estar funcionando.
A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou na terça-feira 6), a retirada da proposta de nova legislação destinada a reduzir o uso de pesticidas em toda a União Europeia, marcando a primeira derrota do Pacto Ecológico Europeu.

“A proposta de Regulamento de Utilização Sustentável da Comissão Europeia, destinada a reduzir os riscos dos produtos fitofarmacêuticos químicos, tornou-se um símbolo de polarização. Foi rejeitada pelo Parlamento Europeu e não houve progressos no Conselho Europeu. Por isso, vou propor ao colégio de comissários que retire esta proposta”, declarou Von der Leyen durante a sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo, França.

O Regulamento de Utilização Sustentável (RUS), apresentado em junho de 2022, tinha como objetivo reduzir pela metade o uso de pesticidas até 2030, proibir totalmente esses produtos em áreas sensíveis como espaços verdes urbanos e sítios de conservação ambiental e promover alternativas de baixo risco.

No entanto, a proposta enfrentou divisões desde o início e foi alvo de fortes pressões por parte do setor agrícola. No ano passado, foi rejeitada pelo Parlamento Europeu, com 299 votos a favor, 207 contra e 121 abstenções.

Atualmente, a proposta está bloqueada nas negociações políticas entre os Estados-membros, indicando uma grande falta de vontade de avançar para a fase final.

A decisão de Von der Leyen, ocorre em meio a uma crescente reação dos partidos de direita contra o Pacto Ecológico Europeu e a protestos generalizados de agricultores, que criticam os encargos criados pela regulamentação ambiental.

O movimento de contestação chegou a Bruxelas na semana passada, durante uma cimeira da UE, resultando em algum caos. Von der Leyen, juntamente com os primeiros-ministros da Bélgica e dos Países Baixos, reuniu-se informalmente com representantes do setor agrícola em protesto após o fim da cimeira.

Em seu discurso no Parlamento Europeu, Von der Leyen enfatizou a importância de ouvir os agricultores, que enfrentam os impactos das condições climáticas adversas, da crise na Ucrânia e do aumento do custo de vida. No entanto, ela ressaltou que o setor precisa fazer a transição para um modelo de produção mais sustentável, para cumprir os objetivos climáticos e ambientais.

A retirada da proposta ainda precisa ser ratificada pelo Colégio de Comissários, mas Von der Leyen sugeriu que o tema continuará em pauta e poderá ser objeto de uma nova proposta mais madura no futuro. No entanto, devido ao calendário apertado imposto pelas próximas eleições para o Parlamento Europeu em junho, uma nova proposta será responsabilidade da próxima Comissão Europeia.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.