Dólar Hoje Euro Hoje
sábado, 13 julho, 2024
Início » Liz Truss e aliados incitam conservadores a adotar postura mais conservadora

Liz Truss e aliados incitam conservadores a adotar postura mais conservadora

Por Alexandre G.

Mirando o sistema judiciário, os ativistas climáticos, os quangos, os burocratas e os internacionalistas, um grupo de conservadores de direita propôs uma solução para seu partido no governo, que enfrenta dificuldades antes de uma eleição: adotar uma postura mais conservadora.

Apresentando uma nova abordagem chamada Conservadorismo Popular, a ex-primeira-ministra Liz Truss, o ex-secretário de negócios Jacob Rees-Mogg e outros argumentaram que era hora de ouvir os eleitores e romper com o que descreveram como uma influência esquerdista dominante na esfera pública.

Após quase 14 anos no poder e com os conservadores liderados pelo primeiro-ministro Rishi Sunak consideravelmente atrás do Partido Trabalhista nas pesquisas, o partido agora enfrenta um dilema sobre o rumo a seguir, com os legisladores antecipando uma derrota quase certa nas eleições ainda este ano.

Com mais de 50 legisladores conservadores planejando renunciar, a batalha para determinar qual das muitas facções do partido governante, emergirá como a força dominante está se intensificando.

Unindo legisladores de inclinação conservadora, o grupo Conservadorismo Popular argumenta que é fundamental ter confiança nos valores conservadores tradicionais em questões como imigração, mudanças climáticas e regulamentação estatal.

“O cerne da questão é que, ao longo dos anos… os conservadores não enfrentaram os extremistas de esquerda”, afirmou Truss para uma plateia numerosa reunida em um local no centro de Westminster.

“E o problema surge quando não estamos claros sobre nossas convicções, quando não estamos dispostos a defender os valores conservadores, quem o fará?” questionou Truss, que manteve-se como primeira-ministra por menos de dois meses após presidir um colapso nos mercados financeiros.

Ela culpou seus colegas por tentarem ser “populares nos jantares de Londres”, em vez de seguir o que ela descreveu como políticas conservadoras, como encerrar a imigração legal e ilegal, desafiar o “despertar” e as narrativas sobre mudanças climáticas.

Embora suas palavras tenham sido aplaudidas na sala, a formação de mais um grupo provavelmente não ajudará nos esforços de Sunak para unificar seu partido antes das eleições.

Sunak instou repetidamente seu partido a “unir-se ou morrer”, uma convocação que alguns rejeitaram. Um aliado de Truss, Simon Clarke, quebrou o silêncio no mês passado e pediu que Sunak desistisse.

No entanto, o diretor do Conservadorismo Popular, Mark Littlewood, ex-líder de um think tank libertário, afirmou que o grupo não foi criado para influenciar a liderança do partido, afirmando que queria que Sunak liderasse nas eleições.

Reconhecendo que alguns poderiam questionar “o que ele está pensando?” sobre iniciar um grupo com “popular” e “conservador” no título, ele disse: “Acredito que é um momento crucial e ideal para lançar essa iniciativa.”

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.