Dólar Hoje Euro Hoje
segunda-feira, 15 julho, 2024
Início » Prefeitura do Rio lança edital para leilão do terreno do Gasômetro, visando a construção de estádio pelo Flamengo

Prefeitura do Rio lança edital para leilão do terreno do Gasômetro, visando a construção de estádio pelo Flamengo

Por Marina B.

Nesta terça-feira, a Prefeitura do Rio divulgou o edital para o leilão do terreno do Gasômetro, anteriormente administrado por um fundo da Caixa Econômica Federal e agora desapropriado. O Flamengo manifestou interesse primordial na aquisição do local para a construção de seu estádio.

O leilão está agendado para o dia 31, às 14h30, no Auditório do CASS, com lance mínimo fixado em R$ 138,195 milhões. O edital, segundo o colunista Lauro Jardim de “O Globo”, requer a construção de um estádio com capacidade mínima de 70 mil lugares e estipula diversas diretrizes para os interessados:

  • Implementação de um plano de mobilidade urbana que promova o uso de transporte coletivo e acesso por pedestres;
  • Utilização preferencial de sistemas de captação e reuso de água da chuva, tanto para irrigação quanto para uso em banheiros;
  • Criação de áreas temáticas ao redor do estádio, como museus interativos e zonas de jogos;
  • Construção de calçadas amplas e acessíveis, além de ciclovias conectando o estádio a áreas residenciais e comerciais próximas;
  • Desenvolvimento de projeto de estacionamento adequado, preferencialmente subterrâneo ou em edifício-garagem;
  • Adoção de sistema robusto de coleta seletiva e reciclagem de resíduos, com áreas de docas para coleta de lixo;
  • Incorporação de tecnologias sustentáveis, como painéis solares e outras fontes de energia renovável, e estratégias para compensação de carbono;
  • Utilização de iluminação LED de alta eficiência e sistemas automatizados para redução do consumo energético;
  • Integração de vegetação ao projeto, incluindo jardins verticais e telhados verdes, visando melhorar a qualidade do ar e reduzir a temperatura ambiente;
  • Implementação de um plano de alcance social abrangente, com consideração aos impactos nas populações e comunidades locais.

O prefeito Eduardo Paes destacou a importância da revitalização da região e enfatizou o compromisso com o Flamengo para realizar este projeto significativo para a torcida rubro-negra. A Caixa Econômica Federal, administradora do fundo proprietário do terreno, ainda não se manifestou oficialmente sobre a desapropriação.

O impasse financeiro entre o clube e a Caixa pelo terreno do Gasômetro levou à decisão de desapropriação por parte da Prefeitura, fundamentada no interesse público e na revitalização da área. A construção do estádio próprio do Flamengo está prevista para ser uma propriedade privada, mas visa trazer benefícios públicos significativos à região.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.