Dólar Hoje Euro Hoje
terça-feira, 21 maio, 2024
Início » A tragédia no Rio Grande do Sul: Jogadores de futebol se unem em ação humanitária e ambiental

A tragédia no Rio Grande do Sul: Jogadores de futebol se unem em ação humanitária e ambiental

Por Marina B.

A recente tragédia no Rio Grande do Sul não apenas abalou a região, mas também teve um impacto direto no cenário do futebol brasileiro, levando jogadores a se mobilizarem em prol da causa humanitária. William Paul Troost-Ekong, capitão da seleção da Nigéria e uma das vozes mais engajadas internacionalmente em questões ambientais, ressalta a importância de olhar para além do imediato e reconhecer a relação entre as chuvas, enchentes e a crise climática, utilizando o esporte como uma plataforma para conscientização e ação.

Troost-Ekong, jogador de 30 anos do PAOK, na Grécia, e eleito o melhor jogador da última Copa Africana de Nações, destaca a necessidade de maior envolvimento de figuras influentes do futebol mundial, como Mbappé, Neymar e Haaland, na discussão desses temas. Ele ressalta que, apesar de jogarem na Europa, onde muitas estrelas residem, os impactos das mudanças climáticas são sentidos globalmente, especialmente em países como Brasil e África.

O zagueiro nigeriano, com mais de 70 jogos pela seleção, soube das enchentes no Sul do Brasil através do preparador físico gaúcho Lucas Kruel, e prontamente ofereceu ajuda com doações. Ele ressalta a importância de aprender com a tragédia e buscar soluções para evitar eventos semelhantes no futuro, enfatizando a responsabilidade coletiva em promover mudanças.

Troost-Ekong, investidor e embaixador da marca Sokito, que produz calçados sustentáveis, levou essa mensagem também para dentro de campo ao utilizar uma chuteira feita de materiais reciclados durante a última Copa Africana de Nações. Além disso, ele busca compensar suas emissões de carbono em suas transferências internacionais e promove iniciativas sustentáveis em sua cidade natal, na Nigéria.

Reconhecendo que seu engajamento na causa é recente, aproximadamente três anos, Troost-Ekong destaca a importância de disseminar essa mensagem na comunidade do futebol e além, esperando inspirar uma mudança coletiva em todas as esferas da sociedade.

Com um olhar para o futuro, o capitão nigeriano enfatiza a urgência da situação climática e a necessidade de ações imediatas para evitar um agravamento da crise, chamando atenção para o papel fundamental que o futebol pode desempenhar nessa luta.

Com suas palavras e ações, Troost-Ekong exemplifica como o esporte pode ser uma poderosa ferramenta de conscientização e mobilização em prol do meio ambiente e da humanidade como um todo.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.