Dólar Hoje Euro Hoje
sábado, 13 julho, 2024
Início » Suzane von Richthofen, a ex-presidiária, engana clientes com farsa em sua loja ‘Su Entre Linhas’

Suzane von Richthofen, a ex-presidiária, engana clientes com farsa em sua loja ‘Su Entre Linhas’

Por Marina B.

Em 2006, Suzane von Richthofen foi condenada a quase 40 anos de prisão por ordenar o assassinato de seus pais, Manfred e Marísia. Após cumprir metade da pena, foi liberada em janeiro de 2023 para cumprir o restante em liberdade, conforme estipulado pela Lei de Execução Penal (LEP), que requer um emprego fixo para permanecer em regime aberto. Optando por se tornar microempresária, Suzane inaugurou um ateliê de costura em Angatuba, São Paulo, denominado “Su Entrelinhas”.

Em sua página de e-commerce, Suzane descreve seu negócio como a produção manual de produtos, como sandálias customizadas, bolsas, capas para computadores e estofados. Sua loja ganhou popularidade nas redes sociais, acumulando mais de 50 mil seguidores no Instagram em menos de um ano. No entanto, recentemente, os admiradores da “Su Entrelinhas” foram surpreendidos ao descobrir que Suzane não estava pessoalmente confeccionando os produtos.

A gestante de sete meses havia delegado a produção de sua marca a uma equipe liderada por sua ex-cunhada, Josiely Olberg. Isso veio à tona quando uma cliente, Pamela Siqueira, percebeu que a sandália que encomendou foi despachada de uma localidade distante de onde Suzane residia, revelando que ela não estava mais envolvida no processo criativo. A revelação causou indignação nas redes sociais, com Pamela apagando sua queixa por medo de represálias.

As suspeitas sobre a autenticidade do trabalho de Suzane surgiram desde o início de sua empreitada, quando clientes questionavam se ela realmente produzia os itens exibidos nas redes sociais. Suzane garantia ser a criadora, enviando vídeos como prova. Contudo, desde sua gravidez, ela parou de gravar e tentou terceirizar a produção, resultando em descontentamento entre seus clientes.

Este episódio se soma a outras reclamações, incluindo um cliente que, ao fazer uma segunda compra, recebeu a promessa de uma chamada de vídeo de Suzane em seu aniversário. No entanto, após a compra, as respostas foram intermediadas por Josi, levando o cliente a acusar a loja de enganação e a ex-presidiária e costureira de picaretagem.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.