Dólar Hoje Euro Hoje
quarta-feira, 24 julho, 2024
Início » Governador Cláudio Castro comanda operação gigante após chuvas devastadoras

Governador Cláudio Castro comanda operação gigante após chuvas devastadoras

Por Alexandre G.

O Governo do Estado mantém esforços contínuos para minimizar os impactos das intensas chuvas que assolaram a Região Metropolitana no último final de semana. Em Mesquita, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) retirou expressivas 38 toneladas de entulho e 16 mil litros de dejetos das ruas do município no dia 16/01. Simultaneamente, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos distribuiu 2 mil refeições e providenciou mais de 1.600 cestas básicas, 750 kits de limpeza e 450 fardos de água para abastecer a população.

O governador Cláudio Castro reiterou o compromisso do estado em fornecer auxílio às comunidades afetadas: “Continuamos trabalhando sem parar para atender a todos que necessitam da ajuda do Estado. A comunicação com as prefeituras é constante, e estamos atendendo as demandas locais, enviando maquinários, alimentos, ajuda humanitária, além de equipes técnicas para os municípios mais atingidos.”

Em relação aos desabrigados e desalojados, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos trabalha com os dados fornecidos pelas prefeituras para consolidá-los. Até o momento, um balanço parcial aponta mais de 47.977 pessoas afetadas pelas chuvas, com pelo menos 331 desabrigadas e mais de 12 mil desalojadas em diversas cidades, incluindo Belford Roxo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Japeri, São João de Meriti, São Gonçalo, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu e Queimados.

As equipes das secretarias de Infraestrutura e Obras Públicas, Cidades e Ambiente e Sustentabilidade continuam os esforços na limpeza e recuperação dos estragos, mobilizando mais de 100 máquinas pesadas em diversas localidades afetadas.

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro mantém um trabalho incessante, registrando mais de 430 ocorrências relacionadas às chuvas desde sábado (13/01) em todo o estado. Nas últimas 24 horas, a corporação respondeu a mais de 50 chamados, incluindo salvamentos, inundações, cortes de árvores e desabamentos. A operação envolve 2.400 militares, com o apoio de recursos como Grupos de Resposta ao Desastre (GRDs), viaturas de salvamento, mergulhadores, ambulâncias, barcos para socorro em inundações, drones, aeronaves para busca de vítimas e monitoramento de áreas atingidas, cães farejadores e especialistas em resgates em estruturas colapsadas, entre outros.

Até o momento, 12 mortes foram confirmadas no estado, e há relatos de dois desaparecidos: uma mulher que teria submergido após a queda de um veículo no Rio Botas, em Belford Roxo, e um homem que teria sido arrastado pela correnteza no Chapadão.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.