Dólar Hoje Euro Hoje
segunda-feira, 15 julho, 2024
Início » Polêmica: Compra de tapetes para o Palácio do Planalto causa controvérsia

Polêmica: Compra de tapetes para o Palácio do Planalto causa controvérsia

Por Alexandre G.

A Assessoria do governo esclareceu que os tapetes recentemente adquiridos não são para uso pessoal do presidente Lula e Janja, mas serão incorporados ao patrimônio público da União. A aquisição envolveu a compra de três tapetes para o Palácio do Planalto, enquanto as tentativas de incluir tapeçaria para o Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência da República, não foram adiante, segundo registros no portal Comprasnet, do governo federal.

O jornal Estado de S. Paulo relatou que o governo lançou uma licitação para a compra de 13 tapetes de nylon e sisal para os palácios presidenciais, totalizando R$ 374,5 mil.

Os dois tapetes mais caros, destinados ao Planalto, foram orçados em R$ 114 mil cada. O governo esclareceu que tais itens não são destinados ao uso pessoal do presidente e da primeira-dama, sendo considerados parte do patrimônio da União.

Após a reportagem do Estado de S. Paulo, o Tribunal de Contas da União (TCU) foi acionado para investigar o caso. A licitação da tapeçaria foi concluída no final de dezembro do ano anterior.

Os tapetes adquiridos, fabricados pela empresa Kapazi de Curitiba, apresentam formatos inspirados nas linhas do espelho d’água do Palácio do Planalto e cores em obras do arquiteto Burle Marx. Eles serão colocados no gabinete do presidente Lula, na Ala Oeste (onde estão os elevadores de autoridades) e no hall central do Palácio do Planalto.

A especificação detalha que o tapete para o gabinete presidencial terá 10,30 metros por 6,80 metros. A segunda peça, de dimensões semelhantes, ocupará a Ala Oeste, na entrada dos elevadores de autoridade. Um terceiro tapete, redondo, com diâmetro de 6,80 metros, será instalado no hall central do Palácio do Planalto.

Segundo a assessoria de comunicação da Presidência, as especificações dos tapetes seguem os padrões usados nos palácios oficiais e serão incorporados ao patrimônio da União, ficando à disposição de futuros chefes de Estado que residirem no local.

A empresa Kapazi, que fabricou os tapetes, forneceu anteriormente tapetes usados em edições do reality show Big Brother Brasil, da TV Globo. Em seu site, a Kapazi exibe fotos dos quartos do BBB como parte de seu portfólio.

A Vidor & Hainecke, uma das vendedoras dos tapetes, mencionou o reality show da TV Globo ao apresentar sua proposta ao governo federal. “Como referência, podemos citar os tapetes na Casa Big Brother Brasil por três anos consecutivos. Revestindo com este produto os principais quartos e, no ano passado, a sala”, afirmou.

No Palácio do Planalto, sede do poder Executivo, despacham o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o vice-presidente Geraldo Alckmin e quatro ministros de Estado: Alexandre Padilha (Relações Institucionais); General Amaro (Gabinete de Segurança Institucional); Márcio Macedo (Secretaria Geral) e Rui Costa (Casa Civil).

Apesar de não ocupar um cargo oficial no governo, a primeira-dama, Janja da Silva, possui um gabinete no mesmo andar onde o presidente trabalha.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.