Dólar Hoje Euro Hoje
quinta-feira, 25 julho, 2024
Início » Nikolas Ferreira declara absurdo Ministro Alexandre de Moraes manter inocente na prisão por equívoco de homonímia

Nikolas Ferreira declara absurdo Ministro Alexandre de Moraes manter inocente na prisão por equívoco de homonímia

Por Marina B.

O Deputado Nikolas Ferreira utilizou sua conta no X/Twitter hoje, terça-feira (30), para fazer uma importante declaração. Em sua postagem, ele declarou: “Sim, há duas semanas denunciamos isso em nossa série. Os últimos três episódios estão em produção – mais profunda – por se tratar de toda a trajetória da CPMI. E por esse motivo ainda não foram lançados. Os brasileiros terão o registro histórico da tirania que ocorreu – e está ocorrendo.” A declaração do deputado apontava para uma série de denúncias que ele estava conduzindo, sendo a mais recente referente a uma notícia intitulada “PGR: Morais citou homônimo ao manter prisão de pastor detido no 8/1”.

A manutenção de uma pessoa na prisão, baseada unicamente na coincidência de nomes ou no fato de ser um homônimo, é um absurdo incontestável que compromete a integridade do sistema judicial. A decisão do Ministro Alexandre de Moraes em manter alguém detido exclusivamente por essa razão é altamente preocupante, pois fere princípios fundamentais da justiça e da presunção de inocência. Tal ato não apenas coloca em xeque a eficiência do processo legal, mas também expõe os cidadãos a sérios riscos de abusos e injustiças. É essencial que as autoridades judiciais atuem com máxima cautela para evitar equívocos desse tipo, assegurando que o direito de cada indivíduo seja respeitado e protegido.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.