Dólar Hoje Euro Hoje
quinta-feira, 25 julho, 2024
Início » Brasil por hora, livre de alguns impostos. Pacheco anuncia vitória histórica contra MP da reoneração. Será revogada.

Brasil por hora, livre de alguns impostos. Pacheco anuncia vitória histórica contra MP da reoneração. Será revogada.

Por Marina B.

Na sexta-feira, 19 de janeiro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, assegurou que a desoneração da folha de pagamentos será mantida, e a medida provisória (MP) que reintroduziria impostos sobre salários será revogada. Durante o evento ‘Brazil Economic Forum’, organizado pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide) em Zurique, na Suíça, Pacheco declarou que o governo federal se comprometeu a reeditar a medida provisória para eliminar a parte relacionada à desoneração da folha de pagamento. “Esse é o compromisso político que fizemos, e é assim que as coisas vão se encaminhar”, afirmou.

Pacheco explicou que devolver a MP seria uma opção “cômoda” da sua parte, e, embora isso pudesse agradar a uma parte significativa da sociedade e da opinião pública, ele preferiu atender ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O presidente do Senado reconheceu os esforços de Haddad em cobrir o déficit fiscal resultante das medidas aprovadas em 2023.

Ele destacou que não houve má fé nem confronto entre Haddad e a medida provisória sobre reoneração da folha. Pacheco argumentou contra a MP da reoneração da folha, considerando-a prejudicial para a manutenção da queda do desemprego no país. Ele defendeu a temporariedade da desoneração da folha, enfatizando a necessidade de programação ao longo do tempo para evitar injustiças nos diferentes setores.

Quanto à agenda do Congresso Nacional, Pacheco enfatizou a intenção de realizar amplo debate sobre a arrecadação e os gastos públicos do governo neste ano. Ele propôs a regulamentação da reforma tributária como parte da discussão sobre receitas, enquanto no âmbito dos gastos, além da reforma tributária, haverá um debate mais amplo sobre as despesas públicas em geral.

O presidente do Senado anunciou o compromisso de tornar efetiva a reforma tributária em 2024, por meio da legislação infraconstitucional e complementar à Constituição, visando à simplificação tributária no Brasil. Ele ressaltou que o Congresso se dedicará à regulamentação da reforma tributária e à discussão dos gastos públicos, abordando não apenas a reforma administrativa, mas também uma análise profunda das prioridades e investimentos necessários para o país. Pacheco destacou a importância de uma discussão abrangente sobre o gasto público, envolvendo órgãos como o Tribunal de Contas da União (TCU), Câmara, Senado e o Poder Executivo, visando estabelecer uma lógica racional tanto na arrecadação quanto nos gastos públicos.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.