Dólar Hoje Euro Hoje
sábado, 13 julho, 2024
Início » UE decide ignorar reservas francesas em negociações com o Mercosul

UE decide ignorar reservas francesas em negociações com o Mercosul

Por Marina B.

A Comissão Europeia divulgou nesta terça-feira (30), sua decisão de prosseguir com as negociações em andamento sobre o tratado de livre comércio com o Mercosul. O anúncio ocorre um dia após a presidência francesa declarar que as conversas com Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai seriam encerradas. Em diversos países do bloco, especialmente na França, a possível conclusão do acordo tem enfrentado críticas por parte dos agricultores.

O porta-voz da Comissão Europeia enfatizou que as discussões continuam, reforçando que a União Europeia precisa atingir seus objetivos para alcançar um acordo que respeite os princípios de sustentabilidade, principalmente no setor agrícola. Apesar de reconhecer que as condições para a conclusão das negociações com o Mercosul ainda não estão reunidas, o porta-voz afirmou que as análises e discussões técnicas continuarão, sem especificar uma próxima data para as negociações.

Após duas décadas de negociações, a Comissão Europeia e o Mercosul alcançaram um acordo político em junho de 2019, mas o processo de ratificação está paralisado devido a objeções de estados-membros da UE. A França, alinhada a outros países europeus, enfrenta tensões no setor agrícola e se manifesta claramente contra a assinatura do tratado, principalmente devido às preocupações dos produtores rurais franceses sobre a possível abertura do mercado europeu aos produtos agrícolas sul-americanos.

A Comissão Europeia reafirma que as discussões foram retomadas entre os dois blocos, com os europeus buscando garantias adicionais dos países latino-americanos em relação a questões ambientais e ao desmatamento. O presidente francês, Emmanuel Macron, abordará essas questões em um encontro com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, durante esta semana, discutindo também medidas em favor dos agricultores europeus e a entrada de produtos ucranianos nos mercados europeus, diante das preocupações com a concorrência desleal.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.