Dólar Hoje Euro Hoje
segunda-feira, 15 julho, 2024
Início » Fogo nos Bastidores! Macron Abala Estrutura Política ao Escolher Gabriel Attal como Líder

Fogo nos Bastidores! Macron Abala Estrutura Política ao Escolher Gabriel Attal como Líder

Por Alexandre G.

Emmanuel Macron, presidente da França, anunciou a nomeação de Gabriel Attal como seu novo primeiro-ministro nesta terça-feira (9), substituindo Élisabeth Borne e tornando-se, aos 34 anos, o mais jovem primeiro-ministro na história moderna do país. Attal, além disso, é o primeiro homem abertamente gay a ocupar esse cargo.

Em sua mensagem nas redes sociais, Macron expressou confiança em Attal para implementar um projeto de renovação, ressaltando a necessidade de superação e audácia para servir à nação e aos franceses.

Embora essa mudança não deva resultar em grandes alterações políticas, representa a intenção de Macron em lidar com a crise decorrente de medidas impopulares adotadas no ano anterior, como a reforma da Previdência e a legislação rigorosa sobre imigração.

Identificado com a ala mais à esquerda do partido do presidente, Attal enfrentará o desafio de revitalizar o segundo mandato de cinco anos de Macron, iniciado em maio de 2022.

Próximo de Macron e reconhecido como porta-voz do governo durante a pandemia de Covid-19, Attal sucede Élisabeth Borne, que renunciou ao cargo na segunda-feira (8).

O presidente do partido de ultradireita Reunião Nacional, Jordan Bardella, comentou que a escolha de Attal parece uma tentativa de Macron de aproveitar sua popularidade nas pesquisas para amenizar as dificuldades de seu governo. No entanto, Bardella alertou para o risco de arrastar o efêmero ministro da Educação em sua queda.

Analistas observam que as mudanças têm como objetivo fortalecer as chances do partido Renascimento nas eleições do Parlamento Europeu em junho, prevendo um possível viés à direita nas pesquisas de intenção de voto.

Essa reestruturação também intensifica a competição entre os aliados de Macron para sucedê-lo nas eleições presidenciais de 2027. Além dos ministros Gérald Darmanin (Interior) e Bruno Le Maire (Economia), o ex-primeiro-ministro Edouard Philippe desponta como potencial candidato. Marine Le Pen, líder da oposição, também se mantém como uma figura relevante nesse cenário político.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.