Dólar Hoje Euro Hoje
quarta-feira, 24 julho, 2024
Início » Crise na economia chinesa abala as comemorações do Ano Novo Chinês

Crise na economia chinesa abala as comemorações do Ano Novo Chinês

Por Marina B.

À medida que se aproxima o feriado do Ano Novo Chinês, muitos cidadãos comuns não estão com disposição para celebrar, refletindo uma crescente falta de confiança na economia chinesa. Protestos, greves por salários não pagos e o movimento “deitado” entre os jovens destacam a crise econômica no país, evidenciando as lutas das pessoas para sobreviver. Trabalhadores como os da Donglong Garment Co. em Shangqiu, estão em greve exigindo aumentos salariais, enquanto empresas em setores orientados para exportação enfrentam desafios devido à retirada de empresas estrangeiras da China.

Greves semelhantes ocorrem em diferentes cidades, como o caso da Jiehong Technology Company em Dongguan, onde funcionários foram colocados em “férias forçadas” com redução salarial. O fechamento abrupto da Guangdong Yong’ao Investment Group, um dos maiores revendedores de automóveis na China, adiciona mais preocupação, com compradores lesados e trabalhadores sem pagamento. O movimento “deitado” ganha popularidade entre os jovens, refletindo desespero em meio à economia estagnada. As previsões sombrias indicam que a crise econômica chinesa pode se aprofundar em 2024, especialmente com o iminente colapso no setor imobiliário.

Cidadãos comuns enfrentam tempos difíceis, com a taxa oficial de desemprego juvenil subestimada, e especialistas alertam para uma crise mais ampla, desafiando a narrativa otimista do governo chinês sobre a economia do país.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.