Dólar Hoje Euro Hoje
segunda-feira, 15 julho, 2024
Início » Alerta na Casa Branca: Presidente Biden pode ter Parkinson?

Alerta na Casa Branca: Presidente Biden pode ter Parkinson?

Por Marina B.

Registros de visitantes da Casa Branca mostram que o médico pessoal do presidente Joe Biden se encontrou com um especialista em doença de Parkinson afiliado ao Walter Reed Medical Center no início deste ano.

O médico da Casa Branca, Kevin O’Connor, reuniu-se com o especialista em Parkinson Kevin Cannard e outros dois médicos na Casa Branca em janeiro, conforme os registros de visitantes, segundo o New York Post. Cannard é um neurologista veterano de Walter Reed e especialista em distúrbios do movimento.

O cardiologista de Walter Reed, John Atwood, também participou do encontro em janeiro. Não está claro quem foi o quarto participante. Ambos os médicos se recusaram a comentar sobre o encontro ao Post.

“Uma grande variedade de especialistas de Walter Reed visitam o complexo da Casa Branca para tratar milhares de militares que trabalham no local”, disse um porta-voz da Casa Branca ao jornal.

Cannard coautorou um artigo publicado no ano passado sobre os estágios iniciais da doença de Parkinson e está pesquisando a doença com parceiros da Universidade Vanderbilt, de acordo com seu perfil no Doximity, rede social para profissionais de medicina.

Os sintomas do Parkinson normalmente incluem problemas de movimento, tremores, equilíbrio prejudicado e alterações na fala, segundo a Clínica Mayo, um dos maiores centros de pesquisa médica dos Estados Unidos. Os sintomas desenvolvem-se ao longo do tempo e muitas vezes surgem em um lado do corpo.

Após o desempenho desastroso de Joe Biden no primeiro debate presidencial no mês passado, O’Connor foi novamente questionado sobre como tratou a saúde de Biden. No debate, Biden frequentemente pronunciava palavras de forma arrastada e lutava para formar frases coerentes enquanto enfrentava uma versão atipicamente agressiva do ex-presidente Donald Trump.

Após o debate, os democratas entraram em pânico sobre o futuro da candidatura de Biden, e surgiram inúmeras notícias descrevendo suas lutas relacionadas à idade. Alguns democratas pediram abertamente que ele se afastasse ou considerassem fortemente fazê-lo com a convenção do partido se aproximando rapidamente.

A Casa Branca disse na sexta-feira (5) que Biden conversou recentemente com O’Connor sobre o resfriado que alegou estar sofrendo durante o debate, um problema desconhecido antes do início do evento. Dias antes, a Casa Branca afirmou que Biden não havia sido submetido a nenhum exame médico desde seu exame físico anual, em fevereiro.

O’Connor e toda a equipe médica da Casa Branca determinaram que Biden estava apto para o cargo com base nos resultados do exame físico e descartaram a possibilidade de Biden ter Parkinson. O exame físico aparentemente não incluiu um teste cognitivo.

Para dissipar quaisquer suspeitas, o analista médico da CNN, Sanjay Gupta, pediu que Biden faça um exame neurológico detalhado e divulgue os resultados. Gupta expressou preocupação com a aparente confusão, incapacidade de concentração e expressão facial de boca aberta de Biden.

A tão esperada entrevista de Joe Biden com George Stephanopoulos, da ABC, na sexta-feira, não conseguiu mitigar as preocupações generalizadas sobre sua idade e capacidade mental. Durante a entrevista, Biden rejeitou veementemente a possibilidade de receber um teste cognitivo independente e afirmou que o debate foi simplesmente uma “noite ruim”.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.