Dólar Hoje Euro Hoje
quarta-feira, 24 julho, 2024
Início » Brasil mira recorde olímpico em Paris: Pré-olímpicos em solo nacional impulsionam esperanças

Brasil mira recorde olímpico em Paris: Pré-olímpicos em solo nacional impulsionam esperanças

Por Marina B.

Um dos principais objetivos da delegação brasileira nos Jogos de Paris é ultrapassar a marca de 310 atletas classificados, estabelecendo um novo recorde histórico de competidores em uma única edição no exterior. Para alcançar essa meta ambiciosa, o país contará com uma vantagem adicional em vários eventos pré-olímpicos: o fator casa.

Nesta semana, o processo classificatório do basquete feminino será realizado em Belém, Pará, marcando o início de uma série de eventos que ocorrerão no Brasil em 2024, no sprint final em direção aos Jogos Olímpicos. Além do pré-olímpico de basquete, outras competições classificatórias, como canoagem slalom, remo, e tiro esportivo, juntamente com torneios cruciais para o ranking mundial de judô, marcha atlética, atletismo, ciclismo mountain bike, vôlei de praia e tênis, também serão disputadas em solo brasileiro.

Vale ressaltar que, no ano passado, o pré-olímpico masculino de vôlei ocorreu no Rio de Janeiro. Infelizmente, o Sul-Americano de vela na classe 470, que estava planejado para o Rio Grande do Sul e garantiria uma vaga olímpica, foi cancelado por falta de participantes.

Atualmente, o Brasil possui 150 vagas asseguradas para os Jogos de Paris, o que representa quase metade do caminho rumo ao recorde de 310 atletas estabelecido em Tóquio 2021. Na Rio 2016, quando o país sediou os Jogos, o número de competidores ultrapassou 400, mas isso se deveu em grande parte à classificação automática em praticamente todas as modalidades.

O recorde esperado de 310 classificados dependerá significativamente da qualificação dos esportes coletivos. Nesta semana, por exemplo, o futebol masculino está competindo no Pré-Olímpico na Venezuela, enfrentando uma situação desafiadora após uma derrota na primeira rodada da fase final. O futebol é o esporte coletivo que mais contribui com atletas, com 18 vagas.

Atualmente, mais de cem torneios pré-olímpicos estão programados em todas as modalidades até o início de julho, quando as últimas vagas serão definidas. No atletismo, por exemplo, apenas 11 atletas foram classificados até o momento, mas espera-se que esse número aumente para mais de 45. Na natação, apenas seis atletas alcançaram os índices necessários, mas é provável que o número total de qualificados chegue a 20.

Projeta-se que o recorde de 310 classificados será atingido se o Brasil conseguir conquistar ao menos duas das quatro vagas disponíveis nos esportes coletivos: basquete masculino e feminino, handebol masculino e futebol masculino. Apesar de enfrentar desafios, o futebol masculino ainda tem chances de se classificar, enquanto o basquete feminino precisa de apenas uma vitória em três jogos. Handebol e basquete masculino, embora não sejam favoritos, são considerados candidatos viáveis ​​para conquistar vagas.

Você pode se Interessar

Deixe um Comentário

Sobre nós

Somos uma empresa de mídia. Prometemos contar a você o que há de novo nas partes importantes da vida moderna

@2024 – Todos os Direitos Reservados.